Invista agora
a evolução na edução financeira, conheça a Magnetis.

Você pode investir de um jeito melhor, e nós podemos provar.

Baixe o app!

Tudo que você precisa saber sobre FoFs em um conteúdo

A polarização é uma das situações mais comuns do mundo, independente do tema, o habitual é vermos opiniões opostas, como se ficar no meio do caminho significasse ficar em cima do muro. Com os FoFs não seria diferente, eles são controversos, tem gente que ama e tem gente que odeia.

Mas eu, fazendo jus à minha formação de economista, preciso te dizer: você não deve amar nem odiar cegamente nenhum ativo financeiro. Tudo depende! 

Então, entenda agora porque essa polarização acontece. E já dando um spoiler: se você tem acesso aos FoFs certos, eu duvido que você vai querer ficar de fora. 

Por isso, vou começar pelos pontos negativos, fique atento para fazer notas mentais! 

FoFs

Pontos negativos dos FoFs que podem ser explorados contra você

Os FoFs são nada mais nada menos do que funds of funds, isso quer dizer que em essência são fundos compostos por outros fundos do mercado financeiro. 

Existem FoFs de todos os tipos, renda fixa, renda variável, e os mais diversos temas. O que acontece é que a indústria de fundos precisa sempre fazer novos lançamentos para conseguir captar a atenção dos investidores, e atraí-los para suas ofertas. 

E, como a maior parte do mercado financeiro ganha dinheiro vendendo produtos, é natural que um FoF repasse os custos da taxa de administração ou taxa de performance para o cotista. 

Isso possibilita que ocorra a dupla taxação, de administração e de performance. Fato que pode ser responsável por corroer significativamente seu retorno financeiro.

Mas, afinal, como evitar esse “B.O.”?

Primeiramente, é importante saber exatamente qual é a estrutura de cobrança que o FoF utiliza antes que você invista nele. Assim, você consegue checar se sofrerá uma dupla taxação ou não. 

Depois, é importante ficar atento se as taxas cobradas compensam frente ao retorno que este investimento vai lhe proporcionar. 

Por exemplo: é mais interessante pagar 2% a.a. de taxa em um fundo de investimento que te renderá 4% a.a. do que pagar 1% a.a. em um fundo de investimento que vai te render 0.5% a.a. 

Para saber se o investimento tem condições de te retornar 4% a.a. ou 0.5% a.a., você vai precisar analisar o histórico deste fundo. E, cuidado para não cair no “conto do vigário”: olhar os últimos 6 meses ou os 12 meses não é o suficiente. 

Digo isso, porque em cenários curtos a sorte pode produzir qualquer cenário, inclusive resultados extraordinários. Por isso, cheque a rentabilidade histórica, de preferência desde o início do fundo, e procure investir em fundos com históricos mais longos.

Sabendo dos pontos negativos dos FoFs, vamos agora à parte boa

Confira uma lista das vantagens que um FoF pode trazer para você: 

  • Economia de dinheiro;
  • Gestão profissional dos seus recursos;
  • Economia de tempo;
  • Eficiência tributária;
  • Reinvestimentos dos rendimentos;
  • Acesso a fundos mais restritos;
  • Diversificação.

O leitor mais atento vai pensar: Aaaaah, te peguei! Acabou de falar que os FoFs têm dupla tributação ali em cima e agora está falando de economia de dinheiro. Como assim? 

Calma que eu explico. Coloquei economia de dinheiro em primeiro lugar, propositalmente. Existir a possibilidade de dupla taxação não significa que necessariamente isso vai acontecer. Mas, por que? 

Economia de dinheiro

Existe a possibilidade de uma negociação entre o fundo de investimento que é inserido no FoF e o próprio FoF, essa negociação tem como objetivo reduzir a taxa de administração e performance. Em alguns casos, a diferença entre a taxa negociada e a taxa praticada no mercado sem negociação ficam para os fundos. 

Essa diferença é conhecida como taxa de rebate, e pode servir como uma forma de “comissão” para o próprio fundo. No entanto, quando há alinhamento de interesses, o rebate é 100% devolvido para o investidor (no próprio FoF). 

Isso significa que a taxa que o investidor paga para investir no FoF, fica menor do que investindo fora dele. O resultado é um alto grau de alinhamento de interesses entre FoF e investidores, gerando maiores retornos. 

Gestão profissional dos seus recursos

Existe uma coisa que ocorria em um passado bem recente no mercado financeiro que era capaz de limitar completamente o acesso a bons investimentos. Você sabe o que é? 

Bem, se você não fosse dono de uma pequena fortuna, era quase impossível ter investimentos de qualidade, e você não poderia nem sonhar em ter uma gestão profissional para chamar de sua. 

No entanto, hoje esse cenário é outro e os FoFs acabam sendo uma das formas de se conseguir uma gestão profissional do seus recursos, investindo de forma barata. Dentro de um FoF podem existir diversos fundos com gestores de históricos excelentes. Abaixo, você vê um exemplo de FoF que os clientes Magnetis Infinity têm acesso:

Fundos de um FoF

Reinvestimentos dos rendimentos

Uma das maiores dificuldades quando falamos sobre investimentos, é a de encontrar boas oportunidades de reinvestimento

Ao investir em FoFs, todo o rendimento, seja pequeno ou grande, será automaticamente reinvestido fazendo com que o efeito exponencial dos juros seja potencialmente melhor, já que você não ficará com seu dinheiro parado nem por um segundo. 

Economia de tempo

O tempo, é de fato nosso bem mais precioso e gastá-lo com coisas que você poderia delegar é um desperdício. 

Apesar disso, delegar pode gerar um certo incômodo em pessoas que sentem maior necessidade de controle. Mas afinal, você prefere ter total controle ou quer ganhar dinheiro? 

Delegar um pouco do controle não é mesmo que delegar 100% do controle, e pode gerar frutos que a centralização do poder de gestão dos seus investimentos não conseguiria.

Eficiência tributária

Não pague mais impostos do que você poderia! Tributos devem ser contabilizados como custos.

Quando você precisa fazer um rebalanceamento ou troca de recomendações dos seus investimentos, você precisa pagar pelo IR. O rebalanceamento em um FoF é intra fundo, o que significa que as movimentações feitas dentro do FoF dão liberdade e agilidade na troca de ativos. 

Acesso a fundos mais restritos

Quando um investidor pessoalmente “bate na porta” da corretora ou do banco, e pede pelas opções de fundos de investimentos, ele fica limitado aos fundos distribuídos pela instituição e também aos fundos que estão abertos no momento. 

Os fundos possuem um determinado limite de recursos que podem aceitar, e esse limite é ditado pelo capacity dos fundos. Dessa forma, quando um fundo chega próximo a esse limite seu acesso é fechado. Assim, só quem já está investido nele poderá continuar suas aplicações. 

Existem fundos mais restritos e igualmente requisitados, porque são bons em termos de indicadores e desempenho. 

Me corrija se eu estiver errada, mas eu duvido que você fique totalmente satisfeito quando você investe em algo e acaba descobrindo que esse investimento poderia ser muito melhor. 

Você pode até se contentar, mas completamente satisfeito você não ficaria.

E é isso que um FoF é capaz de fazer por você. 

Diversificação

Na indústria de fundos de investimentos, é possível encontrar diversos deles com valores bem altos como mínimos de entrada. Quando você dispõe de um FoF, este é capaz de distribuir seu dinheiro em diversos fundos de investimentos que sozinho você não conseguiria acessar. 

Este será um fator decisivo para aumentar a diversificação do seu portfólio, e diminuir a concentração dos seus riscos. 

Na Magnetis

Aqui na Magnetis utilizamos a estrutura de FoFs nos nossos fundos exclusivos para clientes.

Assim, combinamos todos os benefícios mencionados neste artigo a outras vantagens que só quem é cliente Magnetis pode desfrutar!

Saiba mais sobre os Fundos Exclusivos

Ainda não é cliente Magnetis? Baixe o app e resolva isso hoje. 

Andressa Siqueira, CFP®
Andressa Siqueira, CFP®

Formada em Economia pela PUC-SP, é analista de conteúdo, especialista em investimentos na Magnetis desde 2019. Possui as certificações CEA pela ANBIMA e de planejadora financeira CFP®, trabalha no mercado financeiro há mais de 8 anos.

leia mais desse autor