Quais são as principais vantagens dos fundos de investimento?

por Vinicius Maeda

*Texto original publicado em junho de 2017

Fundos de investimento são uma boa opção para quem quer diversificar sua carteira de modo prático e sem complicação. Sua forma de funcionamento é simples: eles captam recursos de diversos participantes (os chamados cotistas) e aplicam esse dinheiro em produtos financeiros. Isso permite acessar investimentos a um custo relativamente menor e com valores mínimos mais baixos.

Veja mais: Sabia que na Magnetis você pode investir a partir de R$ 1 mil? Monte grátis o seu plano de investimentos!

É muito comum a comparação do fundo de investimento com um condomínio. O patrimônio total é dividido em cotas, que são repartidas entre os investidores de acordo com o montante aplicado. O valor das cotas é alterado cada vez que o patrimônio do fundo valoriza ou desvaloriza e também quando aplicações ou retiradas são feitas.

Entre as vantagens de optar por fundos de investimento estão a facilidade de diversificar a carteira, a possibilidade de investir com poucos recursos e a oportunidade de ter acesso a uma gestão profissional dos seus investimentos. A seguir, vamos ver mais detalhes sobre esse tipo de aplicação!

Quais são as principais vantagens dos fundos de investimento?

1. Praticidade para diversificar investimentos

A possibilidade de diversificar a carteira, mesmo aplicando menos dinheiro, é uma das principais vantagens dos fundos de investimento.

Até quem nunca aplicou seu dinheiro pode aproveitar os benefícios da gestão profissional, já que os fundos podem investir em ativos com diferentes prazos, emissores e características, respeitando o perfil de cada cotista.

2. Custos menores para quem aplica

Investir em fundos tem um custo relativamente menor, pois as taxas cobradas para aplicar em cada ativo de forma separada seriam bem mais altas.

É uma operação semelhante a comprar no atacado: o poder de negociação aumenta quando há uma quantia maior sendo negociada.

Somando os recursos de diversos cotistas, o gestor dos fundos busca oferecer uma rentabilidade mais competitiva a um custo menor. Essa situação raramente aconteceria com uma pessoa que investisse sozinha.

3. Necessidade de poucos recursos

É comum ver pessoas desistindo de aplicar por acharem que não têm recursos suficientes. Quem opta por fundos de investimento, no entanto, consegue encontrar opções atraentes mesmo com pouco dinheiro disponível. Há fundos no mercado com aplicação mínima de R$ 100, por exemplo.

Também é possível fazer aportes periodicamente. Essas aplicações adicionais não são obrigatórias, mas ajudam os valores poupados a renderem mais.

4. Acesso à gestão profissional

Investir em fundos é ter acesso a um profissional que vai cuidar da sua carteira de investimentos. Ao optar por essa modalidade de aplicação, você delega a um gestor as decisões sobre onde e como aplicar os seus recursos, confiando em sua habilidade para tomar essas decisões por você.

O apoio especializado faz toda a diferença, principalmente para quem está começando ou não quer se preocupar com cada detalhe de montar uma carteira de investimentos. Nesse sentido, é possível contar com os fundos para relaxar e saber que seus recursos estão sendo bem geridos

Outra grande vantagem é que os fundos têm acesso a operações mais sofisticadas no mercado financeiro. Sozinho, o pequeno investidor não teria acesso a essas aplicações por não possuir um montante considerável para investir ou mesmo por serem aplicações mais restritas.

5. Menos burocracia para quem investe

Em comparação com outros tipos de investimento, os fundos são menos burocráticos. A figura do gestor é essencial nesse sentido.

O profissional não só deve trabalhar em busca dos melhores investimentos para os cotistas, mas também cuidar de todos os detalhes para assegurar que cada aplicação segue as regras do fundo.

Também é responsabilidade do gestor recolher os impostos referentes às transações. Assim, o cotista já recebe os valores líquidos quando resgata e não precisa se preocupar com os cálculos.

6. Resultados mais fáceis de acompanhar

É essencial que cada pessoa acompanhe o desempenho de suas aplicações financeiras para garantir que seus objetivos financeiros serão alcançados.

É importante fazer essa supervisão para estar sempre informado sobre como estão seus investimentos. Os fundos facilitam esse acompanhamento, pois não há necessidade de procurar informações de diversos produtos financeiros em lugares diferentes.

Eles emitem relatórios periódicos para seus cotistas mostrando o desempenho do fundo em diversos períodos e comparando-o com os principais indicadores do mercado. Além disso, é possível acessar online todos os documentos referentes ao fundo em sua página na web e também no site da Comissão de Valores Imobiliários (CVM).

E quanto à segurança de investir em fundos?

A segurança acerca dos fundos de investimento é uma questão recorrente e importante, afinal eles não são cobertos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). É natural que uma pessoa tenha essa preocupação, buscando tranquilidade antes de aplicar seu dinheiro.

Porém os fundos também têm seus mecanismos para garantir a segurança dos investimentos de seus cotistas.

Toda aplicação fica associada ao CPF de quem aportou os recursos. Esse mecanismo garante que, ainda que um gestor venha à falência, as aplicações de seus cotistas não sofram nenhum impacto.

Portanto, se a empresa responsável pelo fundo falir, o dinheiro pode ser recuperado. Basta que os cotistas do fundo migrem os investimentos para outra gestora. Todo o dinheiro aplicado pode ser colocado sob administração de uma outra empresa e isso não representará perda do capital aplicado.

O dinheiro dos cotistas nunca pode se misturar com o dinheiro das empresas gestoras de recursos. A única parte que cabe à gestora é a taxa de administração do fundo, uma quantia recolhida automaticamente sobre toda aplicação. É ela a fatia destinada a pagar o trabalho do gestor.

Quanto a esse ponto, vale ficar atento e comparar as taxas de administração de diferentes fundos. Alguns são caros demais para a estratégia que oferecem, como os fundos DI dos grandes bancos.

Como checar seus investimentos

O Canal Eletrônico do Investidor (CEI) é um site gratuito em que é possível consultar quais investimentos estão associados ao seu CPF. Ele é mantido pela bolsa de valores (B3, a fusão da BM&FBovespa com a Cetip).

Esse canal mostra qualquer investimento de instituições que aderiram ao selo Cetip Certifica. É ele que garante o registro no portal do CEI. É importante checar antecipadamente se a corretora e o gestor do fundo possuem essa certificação. Esse também é um mecanismo de proteção para investir com mais tranquilidade.

A fiscalização desse mercado pelos órgãos responsáveis também é uma forma de garantir a segurança de quem investe. O principal desses órgãos é a CVM.

Há também a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), que é mais voltada a representar a indústria dos fundos. Ambos trabalham pela segurança do investidor, para que toda atividade esteja de acordo com a legislação.

Esses órgãos fazem exigências básicas aos fundos, para que eles comprovem regularidade em suas atividades. São solicitados documentos e adequações que garantem o profissionalismo e a integridade na gestão do dinheiro das pessoas. É papel desses órgãos:

  • regulamentar o administrador do fundo, que precisa ser pessoa jurídica registrada na CVM;
  • autorizar e fiscalizar a atuação do gestor, figura que terá a função de controlar os investimentos, trazendo rendimentos aos participantes dos fundos;
  • autorizar também as atividades do custodiante, do distribuidor e do auditor independente dos fundos.

Vale reforçar a atenção quanto ao registro dos fundos de investimento na CVM. Essa é a garantia principal de que o dinheiro será administrado de forma responsável e segura.

magnetis invista no que importa simule gratis

A importância de respeitar o perfil de investidor 

Um fundo de investimentos seguro também é aquele que respeita o seu perfil de investidor, atuando dentro do leque de possibilidades mais adequado para a sua tolerância ao risco e para a rentabilidade que você deseja obter.

Assim, antes de olhar a rentabilidade de um fundo, é preciso entender se a estratégia dele é adequada para os seus propósitos. Não adianta arriscar demais se você não tolera o sobe e desce do mercado.

Assim, antes de investir, o ideal é ponderar sobre as alternativas, comparar os fundos do mercado e identificar os que mais se adequam ao seu perfil.

Agora que você conhece as vantagens de aplicar dinheiro com um gestor profissional, que tal entender melhor quais são as estratégias de cada um deles? Preparamos um post completo para tirar todas as suas dúvidas sobre os fundos de investimento.

Se você tiver alguma dúvida ou quiser compartilhar a sua experiência, não deixe de escrever para nós aqui nos comentários! 😀

Vinicius Maeda

Vinicius Maeda é diretor da área de Consultoria de Investimentos da Magnetis.

Quais são as principais vantagens dos fundos de investimento?
4 (80%) 1 vote