IPO da Vivara: vale a pena investir em ações na abertura de capital da empresa?

por Malena Oliveira | 14/10/2019

IPO da Vivara: vale a pena investir? Descubra aqui!
consultoria de investimento

Se você se interessa por investimentos na bolsa de valores, provavelmente dever ter ouvido falar do IPO da Vivara, a joalheria que já teve Gisele Bündchen, Marina Ruy Barbosa e Anitta como garotas-propaganda.

A empresa fez o seu IPO (do inglês, oferta pública inicial) na semana passada. O código de negociação da Vivara na bolsa é VIVA3.

A oferta atraiu bastante o interesse das pessoas físicas, uma tendência que deve se firmar cada vez mais.

Em tempos de taxa Selic mais baixa, o mercado de ações é uma das alternativas para quem deseja rentabilidade melhor em seus investimentos.

No entanto, o preço das ações da Vivara, definido em R$ 24 na abertura, caiu para a casa dos R$ 23.

Será que vale a pena investir nas ações de uma empresa no seu IPO ou logo depois? É isso o que vamos entender a partir de agora.

O que considerar antes de investir em ações?

É verdade que os investimentos de renda variável não têm rentabilidade garantida e há quem busque esse tipo de aplicação para ganhar dinheiro rápido, nem sempre com sucesso.

No entanto, o verdadeiro propósito da bolsa de valores é ser uma alternativa para as empresas buscarem financiamento para suas atividades.

Em um mercado financeiro saudável, as pessoas podem participar do lucro dessas empresas investindo em suas ações e recebendo dividendos ou vendendo os papéis que compraram por um preço mais alto.

Para que isso aconteça, é necessário que as companhias sejam consistentes em sua área de atuação e em seus resultados. Dessa forma, elas conseguirão entregar os resultados que fazem o investimento valer a pena.

Pensando nisso, listamos aqui as principais reflexões que você deve fazer antes de investir nas ações de uma empresa. Esses pontos valem tanto para o momento do IPO quanto para depois.

1 – Busque informações sobre o negócio da empresa

Investir de forma consciente é pesquisar sobre a aplicação em que você pretende colocar o seu dinheiro.

Dessa forma, dedique algum tempo a ler notícias e análises sobre a empresa de seu interesse. Procure avaliar:

  • há quanto tempo a empresa atua no mercado?
  • quem são seus donos ou parceiros estratégicos?
  • a empresa já esteve envolvida em algum tipo de crise? Como ela lidou com isso?
  • quais são os planos de crescimento da empresa para os próximos anos?

Mas cuidado! Durante a sua busca, você pode se deparar com conselhos de pessoas que não estão habilitadas para recomendar investimentos.

Nesse caso, vale questionar sobre o registro da pessoa na CVM como profissional de investimentos ou por suas certificações.

consultoria de investimento

2 – Entenda quais são as concorrentes da empresa

A concorrência também pode ser uma boa fonte de informações sobre o mercado de atuação da empresa do seu interesse.

Dessa maneira, busque analisar as mesmas informações do tópico anterior, só que agora olhando para as concorrentes da companhia.

Esse exercício é válido para entender a quais riscos o negócio está exposto e qual é o espaço para crescimento no setor de atuação.

3 – Analise o desempenho de ações de empresas semelhantes em bolsas de valores

A não ser que a empresa seja muito disruptiva, sempre haverá outras companhias no mercado para fazer comparações.

Assim, busque entender também o desempenho das ações dessas companhias nas bolsas de valores, seja no Brasil ou no exterior.

Fazendo isso, você perceberá como está o desempenho geral do mercado e se vale a pena investir em empresas do ramo de seu interesse.

4 – Reflita sobre os seus próprios objetivos ao investir nos papéis da empresa escolhida

Por quanto tempo você pretende investir o seu dinheiro? Há uma diferença bem grande entre aplicar por um ano, cinco anos, dez anos ou mais.

Essa reflexão é importante pois, dependendo das respostas que você obteve nos pontos anteriores, outras alternativas podem fazer mais sentido para você.

Geralmente, o preço das ações de empresas em estágio de IPO cai logo após o início da negociação na bolsa.

Isso porque há um ajuste do preço das ações quando eles passam a ser negociadas livremente.

É claro, esse preço pode voltar a subir no futuro se a empresa entregar os resultados que promete ou se trouxer novidades que tenham impacto positivo em seus negócios (parcerias ou a criação de novos produtos e serviços, por exemplo).

Como escolher o melhor investimento para você?

Escolher o investimento ideal é como escolher uma peça de roupa: cada pessoa tem um perfil e objetivos diferentes em cada fase da vida.

Assim, o melhor investimento para você, independente da rentabilidade, é aquele que atende suas necessidades e te ajuda a alcançar seus objetivos financeiros.

Essa explicação pode parecer um pouco genérica, mas é a mais correta, uma vez que investimentos não enriquecem pessoas do dia para a noite.

Agora que você entendeu os principais pontos sobre o IPO da Vivara, que tal entender como um serviço especializado pode ajudar você a encontrar os melhores investimentos? Baixe grátis o nosso Guia Completo sobre Consultoria de Investimentos e tire suas dúvidas!

Avaliar o post
curso de investimento